Projetos e Parcerias

Fundação Márcio Brandão

Os seguintes projetos estão em andamento na FMEBB

A Fundação Márcio Eduardo Barone Brandão mantém, desde sua fundação, a "Escolinha" como seu programa de base, visando o Desenvolvimento Integral de crianças e pré-adolescentes.

Para participação na "Escolinha" o pré-requisito é que as crianças e adolescentes frequentem escolas públicas e privadas da subprefeitura da Capela do Socorro. Os assistidos devem estar matriculados entre o primeiro o sétimo ano do Ensino Fundamental, com faixa etária entre 7 e 14 anos.

A "Escolinha" congrega ações socioeducativas extraescolares diversas, visando sanar parte das necessidades de ensino e/ou aprendizagem identificadas através de diálogos com a comunidade.

O programa da "Escolinha" se dá dentro de uma rotina sistematizada onde as crianças são desafiadas a interagir e ampliar seus conhecimentos participando de situações planejadas nas áreas de leitura e escrita, cálculos, produção artística, jogos educativos e de socialização.
As atividades são desenvolvidas nas salas "de aula", biblioteca infanto-juvenil, brinquedoteca, "casinha de contação de histórias" e quadra esportiva, ou seja, em ambientes especialmente lúdicos.
A capacidade de atendimento é de 80 crianças e adolescentes, sendo que atualmente são beneficiadas 60 crianças.

Este projeto contínuo tem por principal objetivo estimular a promoção da saúde "no dia a dia" através de uma alimentação saudável e balanceada.

O projeto é viabilizado por meio das doações recorrentes dos apoiadores da FMEBB, incluindo comerciantes de alimentos da região e a empresa MAXSIS Alimentos, que fornece semanalmente verduras, legumes e frutas de alta qualidade.

Os princípios são aplicados na rotina das refeições diárias oferecidas pela FMEBB, onde são inseridos nutrientes essenciais para o desenvolvimento saudável.

Adicionalmente, são dadas palestras levando às crianças e famílias informações relativas a valores nutricionais visando à educação alimentar.

O projeto "Amigos do Zippy" aconteceu de 2017 a 2019, com o objetivo de contribuir com ações que estimulem as relações interpessoais e o desenvolvimento da autonomia, autoestima, cooperação e relacionamentos.

O conceito chave dos programas está na promoção do bem-estar emocional e na valorização das pessoas em todos os sentidos, pois se as crianças pequenas aprenderem a lidar com suas dificuldades, elas serão mais aptas a lidar com problemas e crises na adolescência e na idade adulta.

O programa Amigos do Zippy é desenvolvido por um Educador voluntário dedicado, que é especialmente capacitado pela ASEC, tornando-o um facilitador do processo de desenvolvimento das habilidades sociais e emocionais das crianças. Paralelamente, este professor desenvolve habilidades que contribuem com a promoção de vínculos positivos que impactam, positivamente, na ambiência escolar.

Historicamente, o Amigos do Zippy foi desenvolvido por um grupo multidisciplinar de especialistas, coordenado por Befrienders International, uma entidade com sede em Londres, Inglaterra, sob o patrocínio da empresa GlaxoSmithKline. Devido ao sucesso do programa, comprovado através da avaliação de duas aplicações em escala piloto foi fundada, em janeiro de 2002, a entidade "Partnership for Children" (PFC), com o objetivo de expandi-lo internacionalmente. Atualmente o programa vem sendo desenvolvido em mais de 30 países, entre eles Lituânia, Jordânia, Índia, Brasil, Noruega, Islândia, China, Estados Unidos, Canadá e Argentina.

Este projeto contínuo visa a inserção de atividades esportivas e culturais programadas dentro do contexto educacional. Nos últimos anos têm sido ministradas aulas semanais de Capoeira, bem como saídas para museus uma vez por semestre.